Cavalinhos
(2017) Video, 5’02’’
O vídeo apresenta máquinas de sucção de gás e petróleo conhecidas na região de Linhares - ES popularmente como “cavaletes” ou “cavalinhos”. Estas bombas mecânicas são instaladas em fazendas e bombeiam diariamente milhares de litros de petróleo e gás natural.
Cavalinhos apresenta planos abertos das estruturas na paisagem e planos fechados do movimento das engrenagens e todos os elementos que a compõem. O trabalho exibe a estrutura como um grande corpo, acentua as linhas, o peso, o movimento, bem como o aspecto escultural da máquina ao se posicionar contra a luz do sol. Assim apresenta a “cabeça de cavalo” inserindo e retirando a vareta de metal do solo num movimento constante de bombeamento.
O procedimento de repetição é constante e coincide com o ciclo da luz presente no vídeo que se inicia com o raiar do sol e finaliza com o entardecer. É exibido em loop para promover a relação com o ritmo do trabalho incessante das máquinas em constante extração dos recursos naturais. 
O título "Cavalinhos" promove a relação singela que essas máquinas têm com a paisagem, passando inclusive a se estruturarem como pontos turístico de viajantes e andarilhos. Neste contexto o termo "cavalo" tanto faz referência ao animal quanto a unidade de medida de potência utilizada para expressar força. As máquinas são instaladas com a promessa de pagamento de royalty, mas poluem o solo, o lençol freático e inviabilizam a produção de alimentos no local, tornam-se símbolos de um racionalismo empobrecido e obsoleto.
O discurso de progresso e prosperidade social ao longo do regime militar como na atualidade segue a lógica da produção econômica, do trabalho ininterrupto e da exploração de recursos naturais com a promessa de prosperidade, mas promovendo ainda mais dependência econômica e os riscos das flutuações do mercado.

The video presents gas and oil suction machines well known in the region of Linhares - ES popularly as "cavaletes" or "cavalinhos". These mechanical pumps are installed on farms and pump thousands of gallons of oil and natural gas daily.
The repetition procedure is constant and coincides with the cycle of light present in the video that starts with the sunrise and ends with the sunset. It is displayed in loop creating a relationship with the rhythm of the incessant work of machines in constant extraction of the natural resources.
The title "Cavalinhos" (little horse) promotes the unpretentious relationship these machines have with the landscape, even becoming a tourist points for travelers and wanderers. In this context the term "cavalo" (horse) refers to the animal as well as the unit of power measurement used to express force. The machines are installed with the promise of royalty payments, but they pollute the soil, the water table and make food production unfeasible, a symbol of impoverished and obsolete rationalism.
The discourse of progress and social prosperity throughout the military regime as it is today, follows the logic of economic production, uninterrupted labor and the exploitation of natural resources with the promise of prosperity, but it promotes even more economic dependence and the risks of market fluctuations.